Cores Primárias
Cores Primárias é um site para quem ama o mundo das cores e quer entender mais sobre elas

Conheça a história dos diferentes tons de azul

0 1

O azul é uma cor que está muito presente em nosso dia-a-dia, e é possível ver vários tons de azul, desde roupas até objetos. Mas, você já se perguntou o que a humanidade já registrou sobre a história do azul? Neste artigo, vamos abordar sobre os diferentes tons de azul e de onde eles surgiram.

Desde a criação da pigmentação azul e seus tons, há muitos significados por trás dessa singela cor. Mas saiba que, no começo da era das cores, a pigmentação azul só conseguia ser produzida com mineração, então se tratava de uma cor além de rara de se ver, bem custosa para se fazer também. 

Aliás, o primeiro pigmento sintético da história foi o azul, feito em terras egípcias, era produzido em uma mistura de calcário moído com algum mineral com cobre, como a malaquita ou azurita! Ficou curioso? Então siga com a leitura para saber mais sobre os tons de azul, o que significa e a sua história, confira! 

O que significa o Azul?

O Azul e seus diversos tons de azul, tem vários significados para nós, por isso, vamos abordar aqui alguns deles:

  • Harmonia;
  • Equilíbrio;
  • Paz;
  • Tranquilidade. 

Estes são todos sentimentos que os tons de azul, podem provocar nas pessoas ao vê-los!

É importante atentar aos leitores, que esses tipos de sensações podem ser conseguidas olhando para algo com tons azuis, porém estes sentimentos podem ser intensos quando o balanço das cores de um ambiente está prejudicado e somente o azul é predominante. 

O que significa o Azul?
Significa o azul. Fonte/Reprodução: original.

Imagina um quarto inteiro pintado com tons de azul; se o azul é uma cor ligada a vários sentimentos que relaxam o ser humano, pela lógica um quarto inteiro pintado de azul deveria passar uma sensação de preguiça ou sono, pode ser interpretado como o estado mais extremo da tranquilidade.

Quais os tipos de cores Azul?

Desde sua criação, o azul já teve diversas adaptações e evoluções em suas tonalidades por nós, criando cada vez mais tons de azul a serem usados nas mais diversas coisas do nosso cotidiano. 

Agora vamos destacar aqui alguns tipos de azul já existentes na atualidade: 

  • Azul ultramar;
  • Azul-cobalto;
  • Azul-índigo;
  • Azul da Prússia;
  • Azul Klein;
  • Azul piscina;
  • Azul Claro;
  • Azul Escuro.

Estes são alguns dos tipos de azul, que existem atualmente na vasta gama de opções de tons de azul. 

Por que usar Azul no marketing?

Que os tons de azul são muito bem vindos, quando estamos falando em comprar um pijama novo, ou ir a spas de beleza já sabemos!

Mas e no marketing? Como o azul e sua variada gama de tonalidades podem contribuir para a minha empresa? Há relatos de um estudo chamado “Impacto da cor no marketing”; ele mostrou que 90% dos julgamentos dos produtos pelos clientes, são baseados apenas na cor em questão. 

Com isso podemos entender que, quando uma empresa pensa em um logotipo de uma marca ou de um serviço; ela tem que considerar tudo o que aquela simples decisão de cor irá trazer futuramente.

O azul é provavelmente a cor mais segura para as empresas usarem em suas marcas, pois é a anos um símbolo de consistência e confiabilidade para todo o mundo.

Se trata de uma “cor terapêutica”, que relaxa e traz harmonia para dentro da mente e corpo. Então é por estas e outras que marcas como BMW, Facebook, Twitter e Samsung já fizeram as suas escolhas; talvez baseadas por estes significados positivos dos tons de azul.

História dos diferentes tons de azul

Agora vamos falar um pouco sobre como surgiram os diferentes tons de azul na humanidade; os egípcios foram o povo responsável por criar a cor azul produzindo-a pela primeira vez por volta de 2200 a.C.

O pigmento azul era originalmente feito com uma mistura de calcário moído e com algum tipo de mineral, que tivesse em suas características a cor azulada. Dependendo do material mineral, que fosse usado na mistura, o tom de azul a ser obtido se tornava mais claro, ou mais escuro conforme as proporções usadas na mistura.

A quantidade de azul sintético que podia ser produzida antes, não era muito grande, pois a produção do pigmento sintético azul acabava se tornando bem custosa, além de trabalhosa de se fazer. 

O azul para os egípcios?

Como citado anteriormente neste artigo, já sabemos que a cor azul foi criada pelos egípcios, e que suas primeiras produções da cor azul tinham como resultado um “vidro opaco”.  

Mas ainda teria que ser triturado e misturado em outras coisas, para se tornar uma mistura espessa da cor azul. Mas qual a importância do azul para este povo? Os egípcios consideravam o azul também a “cor dos deuses”.

O azul para os egípcios?
Azul. Fonte/Reprodução: original.

Prova disto é que naquele tempo, em que os tons de azul estavam sendo idealizados, os artefatos mortuários do povo egípcio; eram geralmente ornamentados com a cor azul. Isso não se devia só pelo seu simbolismo ou estarem orgulhosos de sua criação, mas também pelo seu valor material, em alguns tons a cor podia ser considerada muito cara para se produzir. 

Uma variação de azul que já foi citada neste artigo ganha destaque nas mãos do povo egípcio também: O azul ultramar, este que, foi uma das variações de tons de azul criados pelos egípcios, usando uma pedra semipreciosa chamada de “lápis-lazúli” em sua composição. 

E com isso chegamos ao fim do nosso tour sobre a origem da cor azul, e a história de seus diferentes tons de azul ao decorrer da vida humana na terra.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.